Carreira

Planejamento de mudanças: saiba o que fazer diante de grandes transformações na vida

Você pode tentar negar para si mesmo, durante algum tempo, que a rotina já lhe cansou e que a vida anda pedindo algo mais. É normal que surja essa negação em um primeiro momento e que ela dure tempo suficiente para você entender qual mudança precisa ser feita.

Quando esse chamado toma corpo, amadurece e você entende o que deve fazer para ser feliz, é necessário dar início a um planejamento de mudanças para que a reviravolta seja menos traumática possível.

Se seu novo plano de vida começa com uma necessária mudança de cidade, caso tenha recebido uma proposta de trabalho, passado numa faculdade de fora ou vai trabalhar e estudar ao mesmo tempo por lá, este post foi feito justamente para orientá-lo nesse trajeto. Continue a leitura!

Escreva uma carta para si mesmo

Estabeleça, nessa carta, a mudança que quer fazer, o que lhe inspira a realizá-la e em quanto tempo deseja executá-la. Desenhe tópicos e defina metas para lhe guiarem nessa transição. Ao descrever o passo a passo da mudança, você consegue visualizar melhor as possibilidades existentes.

Estude sua cidade de destino

Até que você crie vínculos e estabeleça seu ciclo de amizades, é bem provável que sinta muitas saudades de casa. Mas esse aperto no coração pode ser minimizado se você tiver planejado um roteiro de lugares que gostaria de conhecer, por exemplo. Em vez de ficar em casa curtindo solidão, faça passeios a lugares bacanas para arejar a cabeça e aumentar suas chances de fazer novos amigos!

Questione seu momento de vida

O planejamento de mudança deve envolver todos os aspectos da sua vida e você precisa se perguntar se está preparado e disposto a enfrentar adversidades, viver com menos conforto e abrir mão de bens materiais nesse momento.

Dê uma geral em casa

Costumamos acumular em casa muita coisa que não usamos, não é verdade? É essencial identificar que coisas são essas para descartá-las. Mudar de cidade carregando tudo na mala fica mais caro e te limita as possibilidades do novo. Então, que tal organizar um brechó e fazer uma graninha vendendo seus usados?

Deixe as dívidas quitadas e guarde um capital

Comece uma vida nova, literalmente, e sem pendências. Antes de tomar qualquer atitude em relação à mudança, pense em quitar débitos atrasados ou estudar um plano de pagamento que não interfira significativamente na sua fase de adaptação. Não se esqueça de manter um capital de apoio para os primeiros meses, afinal, adversidades acontecem.

Mantenha algumas pessoas bem próximas

Criar uma rede de pessoas confiáveis que apoiam sua mudança é essencial. Escolha-as a dedo e conte o que e como vai fazer tudo. Informe-as, também, sobre como elas podem lhe ajudar a não desistir caso as coisas não fluam dentro do planejado. Mas cuidado: não saia falando para todo mundo a mudança que está planejando antes de concretizar, ao menos, parte dela.

Mudar de cidade é mudar tudo. Serão novos círculos sociais, lugares desconhecidos para frequentar, outro tipo de rotina a ser estabelecida e diferentes perspectivas profissionais. Toda essa novidade pode causar um desconforto inicial, uma sensação de que está fazendo algo errado. No entanto, esse sentimento é natural, pois mudanças são transições para o desconhecido, e territórios desconhecidos são mesmo assustadores.

Portanto, abuse das possibilidades de seu planejamento de mudanças e use essa adrenalina a seu favor! Comemore cada pequena vitória obtida começando agora, já que a coragem de repaginar a vida é para poucos.

Gostou do post de hoje? Para não perder outros conteúdos interessantes como este, basta seguir nossa página no Facebook!

 

Sobre o autor

Faculdade São Fidélis

Deixar comentário.

Share This