Carreira Educação

Mercado de trabalho: qual é o salário do graduado e de quem tem pós?

Quem ainda não ingressou no mercado de trabalho como graduado talvez ainda se pergunte até que ponto vale a pena investir nos estudos e quem já é graduado e está optando por ser pós graduado, sabe que será muito bom para a carreira. O fato é que quanto mais você se prepara e aprofunda os seus conhecimentos, mais valorizado será pelo mercado.

Em alguns casos, um profissional de uma mesma área pode chegar a ganhar três vezes mais do que outro que não tem pós-graduação. Existem vários motivos para isso e neste artigo vamos expor os motivos, além de mostrar como alcançar melhores salários. Atenção às informações a seguir!

Qual é a importância de estudar?

Nas gerações passadas, como a dos seus pais ou avós, quem conseguia concluir o ensino médio e fazer um curso técnico já tinha vantagem sobre os demais. Fazer faculdade era visto como privilégio e eram poucos os que realmente chegavam lá.

Hoje é bem diferente, e o diploma de graduação se tornou uma obrigação para quem busca um mínimo de crescimento no mercado de trabalho.

Estudos mostram que a cada ano escolar completado, o profissional pode ver sua remuneração subir até 15%. Atualmente no Brasil, um profissional graduado, em áreas como EnfermagemNutrição e Educação Física, pode ganhar de R$ 2.101,27 até R$ 3.268,00, como salários iniciais.

Vale lembrar que mesmo que os salários iniciais não pareçam muito tentadores à primeira vista, você deve considerar que as condições de trabalho também são influenciadas pelo seu nível de escolaridade. Mais estudos, melhores condições!

Não tenha preguiça de estudar, desenvolva novos e melhores hábitos, saiba como aliar trabalho e estudo e organize a sua vida de acordo com os seus objetivos. Tudo é uma questão de foco e trabalho continuado.

Por que o mercado de trabalho valoriza o pós-graduado?

Vivemos em um mundo onde a importância da educação formal na formação humana e profissional já é unanimidade. Além disso, a era da informação possibilitou novas formas de acesso ao conhecimento, o que tem facilitado esse processo.

Nesse contexto seria muito cômodo acreditar que você tem tudo o que precisa para se destacar após concluir a graduação. A verdade é que o ensino superior passou a ser um requisito básico, sobretudo em grandes corporações onde o número de pós-graduados costuma ser bastante expressivo.

Além disso, mestres e doutores ainda representam uma quantidade relativamente pequena dentro das empresas. Portanto, se você tiver disposição para encarar a vida acadêmica, pesquisas apontam que seu salário pode subir até 137,5%, o que significa salários em média de R$13.804,00.

Como desenvolver essas habilidades e ir mais longe?

Para além de questões práticas e objetivas, como se graduar e buscar especialização ou mesmo mestrado e doutorado, existem algumas características pessoais que contribuirão para seu crescimento. Algumas delas são:

  • autoconhecimento: se necessário faça um teste vocacional;

  • resiliência: não desista no primeiro obstáculo;

  • proatividade: busque soluções e demonstre interesse naquilo que faz;

  • sociabilidade: não queira resolver tudo sozinho, nem se isole dos demais;

  • maturidade: não encare discordâncias no trabalho como algo pessoal.

Essas são apenas habilidades socioemocionais básicas mas que podem te ajudar bastante nos estudos e mundo do trabalho. Ainda existem outras formas de aproveitar ao máximo suas oportunidades desde a faculdade para atingir aquilo que quer.

Se agora você conheceu a importância da pós-graduação no mercado de trabalho e as razões para investir no seu futuro, não deixe de compartilhar este post nas redes sociais para que outras pessoas também entendam a importância dos estudos em suas vidas!

Sobre o autor

Fernando Novais da Silva

Professor e Consultor, interessado em educação, arte, criatividade e empreendedorismo

Deixar comentário.

Share This