Carreira

Inteligência emocional: como ela ajuda a não desistir dos estudos?

O que podemos considerar mais importante para quem deseja alcançar o sucesso acadêmico e não desistir dos estudos? A inteligência verbal e matemática, medida pelos testes de QI, ou um conjunto de fatores emocionais e comportamentais, como o autoconhecimento, o autocontrole, a motivação, habilidades sociais, a empatia, conhecidos como inteligência emocional?

No livro Inteligência Emocional, o psicólogo Daniel Goleman propõe a ideia de que o QI, ou quociente da inteligência, representa apenas de 10% a 20% dos atributos necessários para o sucesso profissional de uma pessoa. O restante, entre 80% a 90%, são determinados, na verdade, pela sua inteligência emocional.

Pensando nisso, mostraremos o que é esse tipo de inteligência e como ela pode te ajudar a não desistir dos seus estudos, assim como fazer com que você se torne uma pessoa mais íntegra, verdadeira consigo mesma e mais ética. Confira!

O que é a inteligência emocional?

É a habilidade de reconhecer e gerenciar as suas próprias emoções e sentimentos e interpretar e entender as emoções das outras pessoas a fim de ter uma melhor saúde mental, reduzir o estresse e a ansiedade, aumentar a motivação e o autoconhecimento, ter melhores relacionamentos, ser mais empático e saber resolver conflitos.

De acordo com Goleman, a inteligência emocional é composta de cinco elementos básicos: autoconhecimento, autocontrole, motivação, habilidades sociais e empatia.

Como a inteligência emocional ajuda a ser persistente?

Ao contrário do que muitos estudantes acreditam, o QI não é tão importante assim na hora de ter boas notas e uma boa trajetória acadêmica.

Ter uma boa relação com as nossas emoções e saber construir bons relacionamentos são habilidades que, a longo prazo, ajudam em muitos aspectos que ultrapassam a pura inteligência verbal ou matemática, como:

– adquirir mais motivação diante das adversidades;

– saber manejar e diminuir o estresse;

– saber a hora de parar de estudar;

– saber o momento de pedir ajuda para as outras pessoas, etc.

Para ir bem nas provas, por exemplo, é importante tanto ter conhecimento do conteúdo cobrado, como saber ficar calmo e controlar a ansiedade na hora de estudar e no momento de realizar o exame.

Nos trabalhos coletivos, por outro lado, é essencial saber se relacionar de forma empática e humana com os colegas do grupo, resolvendo os conflitos que eventualmente surgirem de forma saudável e harmoniosa.

Além disso, a inteligência emocional permite que você reconheça os seus pontos fracos e os seus lados fortes, reduzindo suas fraquezas e aprendendo com os seus erros, tirando você da sua zona de conforto.

Estando bem com seus sentimentos e emoções, você fica mais zen, menos estressado, mais feliz e estuda melhor, otimizando tempo e estudo.

Como a inteligência emocional torna você mais íntegro, ético e verdadeiro?

As emoções estão, muitas vezes, fortemente vinculadas aos valores e objetivos das pessoas. Se elas estão estudando, por exemplo, uma matéria ou um curso que não estão em harmonia com seus valores, certamente se sentirão lesadas e a frustração será inevitável.

Ao aumentar a inteligência emocional, por promover um maior contato com as emoções, desenvolve-se na mesma medida um maior autoconhecimento. Ao se autoconhecer, você pode tomar decisões que se alinhem com o que realmente deseja alcançar na vida.

Dessa forma, você se torna mais verdadeiro consigo mesmo e íntegro, já que suas ações e comportamentos se harmonizam com seus pensamentos e emoções.

Sendo mais íntegro e se conhecendo melhor, você também pode ser mais empático e ético com os outros, realizando atos que beneficiem não só a si mesmo, como a todos da sua comunidade. Desenvolver uma boa inteligência emocional é, de longe, uma das melhores atitudes no dia a dia para viver melhor!

Gostou de conhecer mais sobre a inteligência emocional e a sua importância nos estudos? Então, curta nossa página no Facebook e acompanhe nossas atualizações!

Sobre o autor

Faculdade São Fidélis

Deixar comentário.

Share This