Carreira

9 motivos para fazer um curso tecnólogo

Você conhece as diferenças entre um curso tecnólogo e o bacharelado? Eles diferem, principalmente, na duração e na grade curricular.

Diferentemente do bacharelado, o curso de tecnólogo dura em média 2 anos e traz disciplinas mais aplicáveis à realidade do mercado. Ou seja, nenos menos teóricas.

Mas e a validade do diploma, é a mesma? Sim! Ambos os cursos conferem ao aluno graduado um diploma de ensino superior, sem distinções. As diferenças ficam por conta, exclusivamente, do formato do curso.

Pensando nessas dúvidas recorrentes de quem já cogitou ingressar em um curso de tecnólogo, mas não conhece bem esse formato, reunimos no post de hoje 9 motivos para você se matricular em um!

Falaremos sobre as vantagens em relação a tempo e investimento, da aceitação do mercado de trabalho, das oportunidades de recolocação profissional, da valorização do currículo e de muitos outros pontos interessantes. Não deixe de conferir!

1. Formação especializada e segmentada

Um ponto forte do curso de tecnólogo é o alto nível de especialização dos conteúdos abordados. A importância disso está associada à necessidade crescente de profissionais especialistas em determinados assuntos.

Pensando no campo da engenharia civil, por exemplo, um tecnólogo formado não estará apto a trabalhar em todas as áreas. No entanto, poderá conhecer em profundidade um segmento, como estruturas, geotécnica ou saneamento.

No dia a dia da profissão isso faz toda a diferença! Isso porque, um profissional com essa formação, mais do que um bacharel, será autoridade naquele assunto e terá condições de dar o melhor encaminhamento possível a todas as atividades sob sua responsabilidade.

2. Alta aplicabilidade dos conteúdos

Uma reclamação recorrente entre estudantes de nível superior é a baixa aplicabilidade dos conteúdos aprendidos em sala de aula. Afinal, como visualizar se a teoria faz sentido sem colocar algo em prática?

Nesse sentido, podemos dizer que o curso de tecnólogo busca mostrar a aplicação de tudo que é aprendido em sala de aula. Em várias áreas, são constantes as aulas de laboratório, estágios supervisionados ou imersões profissionais.

Essa dinâmica dos cursos tecnológicos confere uma aproximação entre o aluno e o seu campo de atuação, algo imprescindível para a maioria das carreiras.

3. Pequena duração

A grande maioria das pessoas, infelizmente, não dispõe de 4 longos anos para conquistar um diploma de ensino superior. Na corrida pelas melhores vagas no mercado de trabalho, tanto tempo para se capacitar é um verdadeiro luxo.

Tendo isso em vista, os 2 anos de duração do curso tecnólogo vem atender à necessidade de milhões de brasileiros. A carga horária entre os cursos apresenta pequenas variações, de acordo com as exigências do Ministério da Educação.

4. Menor investimento

Os custos envolvidos é algo que também deve ser levado em consideração nos cursos tecnológicos. Para maioria dos cursos, o valor do investimento é 50% inferior aos cursos de bacharelado.

Na prática, esse valor é proporcional a duração do curso, ou seja, como o tecnólogo tem, em média, 2 anos de duração, o custo será reduzido pela metade.

5. Diploma reconhecido

Muitas pessoas colocam em dúvida a validade dos diplomas dos cursos de tecnólogo. O argumento mais comum gira em torno da seguinte afirmação: um curso que dura apenas dois anos não pode ser considerado uma graduação.

Essa é uma afirmação totalmente falaciosa e não é difícil entender o motivo. O que determina a validade de um diploma não é a carga horária ou os anos de duração do curso e sim o reconhecimento do MEC.

6. Acesso rápido ao mercado de trabalho

O formato do curso de tecnólogo foi pensado com intuito de atender a demandas do mercado que não vinham sendo supridas pelos cursos de bacharelado. Em meio a conteúdos genéricos demais, os alunos recém-formados vinham enfrentando dificuldades para atuar em alguns segmentos.

Dessa maneira, a abordagem extremamente específica das disciplinas do curso de tecnólogo contribui para que o aluno saia pronto para colocar a ‘mão na massa’. O mercado, ciente disso, traz inúmeras oportunidades para os profissionais com esse tipo de formação.

7. Variedade de cursos e de áreas de atuação

Há alguns anos, existiam muitas dúvidas sobre em quais áreas um tecnólogo poderia atuar. Atualmente, é difícil encontrar um só segmento com restrições para o tecnólogo.

Ou seja, praticamente não existe área do conhecimento em que não tenha curso de tecnólogo ou que o mercado seja fechado para um profissional com essa formação.

Prova disso é o Catálogo Nacional de Cursos Superiores em Tecnologia. Nele você encontra informações sobre os mais de 100 tipos de cursos existentes e suas descrições.

Além disso, o catálogo traz algumas recomendações muito importantes, como carga horária mínima para cada curso e infraestrutura necessária.

Estamos falando de um material muito rico e que pode servir de consulta para quem está em vias de prestar vestibular. Muitas de suas dúvidas sobre o que faz um profissional formado em cada um dos cursos de tecnólogo podem ser respondidas com uma leitura atenta.

8. Oportunidade de recolocação profissional

Não é raro encontramos colegas de trabalho ou amigos insatisfeitos com a atual posição que ocupam em suas profissões. Muitas vezes, essas pessoas nem sequer sabem dizer o verdadeiro motivo de terem escolhido aquela carreira. A maioria delas foi simplesmente levada pelas circunstâncias em determinada altura da vida.

Para quem vive esse dilema, o curso de tecnólogo é uma oportunidade e tanto. A menor duração e o menor investimento, questões já abordadas anteriormente, facilitam a caminhada de quem quer respirar novos ares em outra profissão.

9. Valorização do currículo

Independentemente dos cenários aqui já apresentados, como recolocação profissional, mudança de carreira ou acesso rápido ao mercado de trabalho, o curso de tecnólogo será sempre uma forma de valorizar o seu currículo.

Quem está em busca da primeira oportunidade de emprego, por exemplo, não terá nenhuma desvantagem competitiva em relação a quem se formou em licenciatura ou bacharelado. Em muitos casos, será uma vantagem, dado todos os pontos positivos aqui já apresentados.

E aí, gostou de conhecer como funciona um curso tecnólogo e as suas vantagens? Conte para gente nos comentários o que você achou!

Sobre o autor

Fernando Novais da Silva

Professor e Consultor, interessado em educação, arte, criatividade e empreendedorismo

Deixar comentário.

Share This