Carreira Educação

3 informações para quem quer ser um profissional de Logística

Você consegue imaginar que, em meio à crise e altas taxas de desemprego, exista uma área de atuação com carência de profissionais? Pois saiba que o profissional de logística é um extremamente requisitado no mercado de trabalho.

Os motivos de existirem poucos técnicos em logística são vários: vão desde a falta de informação específica sobre a profissão e desconhecimento sobre os segmentos de atuação até dúvidas sobre a formação necessária para essa carreira.

O que você encontrará neste post abrirá horizontes muito interessantes com detalhes sobre o profissional de logística, o que faz, quais as possibilidades de progressão na carreira e a média salarial praticada por diferentes segmentos da economia.

Mas antes vamos falar um pouco sobre o perfil pessoal, profissional e que habilidades o mercado de trabalho procura nesse tão profissional valorizado e, talvez por isso, difícil de encontrar. Confira:

1. Perfil

Ao definir o perfil pessoal, tentaremos lhe dar informações para facilitar sua identificação com a profissão, quais características de personalidade você possui e quais ainda precisará desenvolver, para oferecer as principais habilidades exigidas pelo mercado de trabalho.

O perfil profissional contemplará a formação e as principais habilidades que o mercado procura em relação à gestão e postura profissional. Veja mais detalhes:

Perfil Pessoal

O profissional de logística há muito não se preocupa apenas com movimentação de cargas e materiais. A evolução da profissão e dos sistemas de controle e monitoramento fez com que as empresas passassem a exigir muito mais desse profissional, elevando-o ao nível estratégico.

Vejamos as principais características:

  • multidisciplinaridade: o trabalho em logística envolve desde a compra de materiais diversos, envolvendo a produção, materiais necessários às áreas de suporte, até materiais necessários ao marketing e vendas. Por isso, o profissional deve dominar a gestão de pessoas, tecnologias diversas e análise de processos;
  • visão estratégica: como a área de logística influencia diretamente nos custos da empresa, por meio da compra de matéria-prima para produção — custos de transporte na entrega de mercadorias e transferência de produtos entre filiais —, o profissional de logística, necessariamente, precisa ter visão macro e estratégica do negócio;
  • liderança: atuar com agilidade e precisão exige trabalho em equipe. Como ninguém obtém sucesso sozinho, o time de logística deve estar em sintonia, ser capaz de atuar com rapidez e efetividade, e estar pronto a responder às demandas internas e externas;
  • habilidade de comunicação: uma boa liderança se alcança pela comunicação correta e transparente. O profissional de logística deve ser capaz de transmitir mensagens ao time, aos fornecedores e outras áreas da empresa, caso contrário toda a agilidade alcançada poderá se perder por causa de ruídos na comunicação;
  • proatividade: no mercado competitivo em que vivemos não dá para simplesmente reagir. É preciso agir antes do concorrente, e a visão estratégica deve levar a uma atitude proativa. Planejar bem e executar melhor ainda deve ser o lema desse executivo;
  • perícia em contingências: quando algo der errado, é esse profissional o responsável pelas soluções rápidas e eficazes. Ele deve ser a pessoa com uma equipe pronta a prover soluções e gerar resultados imediatos;
  • resiliência: a capacidade de sofrer pressões, assimilar eventuais golpes e conseguir reagir com serenidade, lucidez e bom senso fazem esse profissional ser tão valorizado e procurado por grandes empresas que priorizam resultados.

É interessante mencionar que essas características constroem o que chamamos de inteligência emocional, uma habilidade desenvolvida e bastante valorizada em todas as carreiras. Na verdade, a inteligência emocional vem ajudando estudantes a persistirem nos estudos, proporcionando uma melhor preparação para a carreira.

Perfil Profissional

O perfil profissional passa pela formação, que pode ser em administração, engenharia ou economia. Engenharia e economia, pelo foco em cálculos e pelas relações entre agentes econômicos, cobrem parte da grade curricular necessária à atividade.

Mas é o curso de administração, com foco em processos, gestão de pessoas, abordagem de cálculos e estatísticas que se enquadra no perfil com maior precisão e abrangência.

2. Segmentos de atuação

O profissional de logística pode atuar em indústrias, portos, aeroportos, transportadoras, empresas de e-commerce, atacadistas e varejistas. Com a especialização de algumas empresas de prestação de serviços, esse segmento também absorve grande parte dos graduados em administração voltados para a área de logística.

Outra possibilidade é a área de concursos públicos. Concessionárias de energia, empresas de água e saneamento, prefeituras e outros órgãos nas esferas municipais, estaduais e federais abrem oportunidades para profissionais de logística.

As funções, em sua maioria, são para o nível técnico, sempre com exigência do curso superior. Se seu objetivo é entrar para a carreira pública, esse é seu caminho!

3. Mercado de trabalho

O profissional de logística pode se encaixar em diversas funções, pois a área tem se ampliado à medida que grandes empresas perceberam o quanto se pode obter de ganhos e otimização de processos por meio do investimento em logística.

Ao término da graduação, o iniciante pode assumir as seguintes funções com as respectivas faixas salariais:

Técnico em logística (especificamente para concurso público):

  • Salário inicial: R$ 2.073,00*
  • Salário final: R$ 4.400,00*

*Nota: essas faixas salariais foram retiradas dos Editais de concursos mais recentes, e podem não representar a realidade praticada por todos os órgãos públicos que abrem oportunidades para o profissional.

Analista de rotas e meios de transporte

  • Salário inicial: R$ 2.900,00
  • Salário final: R$ 3.800,00

Analista de operações logísticas*

*Abrange também profissionais de suprimentos/compras:

  • Salário inicial: R$ 4.500,00
  • Salário final: R$ 5.500,00

Coordenador/supervisor da cadeia de suprimentos

  • Salário inicial: R$ 3.850,00
  • Salário final: R$ 6.440,00

Gerente de operações

  • Salário inicial: R$ 7.212,00
  • Salário final: R$ 10.798,00

Gerente da cadeia de suprimentos

  • Salário inicial: R$ 10.212,00
  • Salário final: R$ 15.289,00

Profissional de logística (Diretor ou serviços de consultoria)

  • Salário inicial: R$ 15.000,00
  • Salário final: R$ 22.000,00

Especificamente para o cargo de diretor de logística, dependendo do segmento de atuação, não é difícil encontrar salários acima de R$ 40 mil mensais. Entretanto, não é a situação mais comum praticada pelo mercado. Pode-se perceber, pelas faixas salariais, que a falta de profissionais disponíveis elevou os valores médios pagos ao profissional de logística.

Mas, como tudo na vida e independentemente da carreira, o sucesso não vem de maneira fácil. É preciso sair da zona de conforto, mostrar dedicação, se destacar pelo esforço e capacidade desenvolvida durante os anos de estudo.

Escolher uma carreira promissora já é um grande fator de motivação. As características pessoais e profissionais exigidas pela área de logística dão uma mostra do quanto pode ser gratificante se esforçar para obter essa formação e trabalhar pelo desenvolvimento nessa carreira.

Agora que você já se informou sobre a promissora e valorizada carreira do profissional de logística, compartilhe com seus amigos nas redes sociais e comece sua caminhada de sucesso!

 

Sobre o autor

Fernando Novais da Silva

Professor e Consultor, interessado em educação, arte, criatividade e empreendedorismo

Deixar comentário.

Share This